Spiga

Descubra se você tem mau hálito

O problema atinge mais 40% da população e, como nosso olfato se acostuma com os odores, há quem não perceba que sofre com o cheiro desagradável

 

O mau hálito (ou halitose) existe na população desde o princípio da humanidade. Tanto em referências históricas, como na literatura (tanto em comédias com em tragédias) existe a menção de personagens que apresentam terrível hálito.

 

Talvez o maior problema de quem tem mau hálito seja descobri-lo. Como o nariz se acostuma com o cheiro, a chamada fadiga olfatória, quem tem mau hálito não o sente, e quem sente (namorado, marido, amigo) nem sempre se fica confortável em abordar o assunto.

 

Segundo Sérgio Salomão Abdala Caruí, especialista no assunto, a dica é ter uma conversa particular com a pessoa que apresenta o problema, pois o mau hálito pode causar uma discriminação social importante que acaba por isolar o indivíduo do convívio social ou então faz com que ele se retraia e tenha até problemas profissionais (vendedores, médicos, professores etc.).

 

Faça um teste

 

Apesar de outro ter papel importante no diagnóstico, uma avaliação pode ser feita pela própria pessoa. Responda sim para cada situação em que sente o mau hálito ou para o hábito que tenha:

 

1- Bebo pouco líquido 2- Sou fumante 3- Fico muitas horas sem me alimentar 4- Tenho intestino preso 5- Respiro pela boca 6- Costumo roncar 7- Tenho diabetes 8- Sinto minha boca seca com freqüência 9- Tenho tártaro 10- Uso aparelho ortodôntico 11- Uso prótese dentária 12- Tenho sangramento gengival quando passo o fio dental ou quando escovo os dentes 13- Tenho uma placa esbranquiçada no fundo da língua 14- Às vezes percebo pequenos flocos ou grãos de odor desagradável de cor amarela ou branca expelidos de minha garganta 15- Tomo bebidas alcóolicas com freqüência (mais de duas vezes por semana) 16- Não falo de perto; ponho a mão na boca ou desvio o rosto 17- Costumo chupar balas para mascar chicletes ou utilizar outro recurso para mascarar o mau hálito 18- Acho que tenho mau hálito, embora nunca alguém tenha confirmado isso

 

Depois passe a língua no punho e aguarde 30 segundos. Cheire o local. Se notar um aroma desagradável e foram assinalados dois ou mais itens é melhor perguntar a uma pessoa de confiança.

 

“Uma boa notícia é que o problema tem solução”, garante Salomão. E ela não está nas balas ou enxaguatórios bucais que só marcaram temporariamente o problema. A solução está em descobrir a causa do mau hálito, que não é uma doença e sim um sintoma.

 

Possíveis causas

 

- Variações fisiológicas e adaptativas do indivíduo - Hora do dia - Hábitos alimentares - Higiene oral - Uso de próteses dentárias - Doenças nos pulmões, esôfago e nas vias aéreas e digestivas superiores - Doenças sistêmicas e psiquiátricas, e mais de 50 outras origens que precisam ser investigadas e tratadas.

 

Por esta razão o especialista na área tem que atuar como um clínico geral, investigando todos os sintomas. “Um paciente pode apresentar mau hálito decorrente de um diabetes ou uma escamação na pele pode ser a chave para se diagnosticar uma síndrome que causa o mau hálito”, explica o odontolaringologista. Informações: www.hospitalpaulista.com.br ou (11) 3885-8119.

 

Fonte: Portal iTodas.

1 comentários:

  Ana Paula

27 de julho de 2009 16:43

Às vezes percebo pequenos flocos ou grãos de odor desagradável de cor amarela ou branca expelidos de minha garganta
li essa possível causa e gostaria de saber se isso é algum problema na garganta,tenho uma amiga que sempre se queixou disso,gostaria de saber se tem q operar..grata ana